(21) 2233-8998

(21) 96681-0289

Atendimento aos condôminos pela DUPLIQUE, significa síndico mais disponível para o seu condomínio.

Chuvas em Condomínio: cuidados importantes para o verão

Síndicos devem investir em ações preventivas para evitar impactos

Todo início de ano vem as chuvas intensas de verão e é um período muito temido por toda sociedade, principalmente porque é um dos principais causadores de problemas em condomínios.

Sucessivamente muitas cidades do Brasil encaram os problemas com o excesso de chuvas, provocando as situações mais adversas possíveis, como por exemplo, as enchentes, alagamentos e entupimentos, desabamentos, deslizamentos, quedas de árvores e muitos outros.

O período chuvoso começa em Dezembro e vai até meados de Abril.

Conheça os principais perigos da temporada de chuva nos condomínios:

Em um levantamento realizado pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe, o Brasil é o país que mais sofre com a queda de raios no mundo, mais de 70 milhões de descargas elétricas caem por ano e atingem pelo menos 300 pessoas, sendo cerca de 100 vítimas fatais.

Atenção para algumas situações básicas que podem acontecer em tempos de chuva em condomínio e previna-se.

Quedas em pisos escorregadios

Manter as áreas comuns do condomínio sempre sequinhas é uma preocupação relevante para a segurança dos moradores, principalmente as portarias e corredores do prédio.

Piso úmido ou com poças, aumentam muito as chances de acidentes, portanto, dê atenção especial a este tipo de manutenção no seu condomínio e instrua o responsável para manter os cuidados necessários e evite o risco de acidentes causados por pisos molhados e escorregadios.

Ventania: estrutura do empreendimento e queda de árvores

Os ventos fortes durante os temporais e chuvas de verão podem causar danos irreparáveis à estrutura do prédio. Assim como outra preocupação pode ser a queda de árvores que põem em risco a vida de pessoas e danos à veículos. É importante fazer a manutenção preventiva e entender se há algum risco presente neste sentido.

Alagamentos em condomínios

Chame um especialista para verificar os sistemas de esgoto e hidráulico do condomínio. Caso aconteça algum entupimento ou falha no sistema de drenagem é provável que ocorram alagamentos nas áreas comuns do prédio, então,

Para facilitar, criamos um checklist com 11 tarefas que precisam ser feitas para manter a segurança dos moradores.

1- Lembre-se sempre de limpar os ralos, as calhas e subsolos, térreo e topo do prédio.

Calhas e ralos entupidos causam não só o entupimento ou a estética do prédio, mas também podem afetar a estrutura do prédio, além de provocar doenças, como a proliferação do Aedes Aegypti, comprometendo a saúde de muitos moradores.

2- Verifique todos os toldos, coberturas, telhados, luz piloto e antenas.

O cuidado com toldos, coberturas, telhados, luz piloto e antenas é importante para evitar que essas áreas acumulem água no período de chuvas e se mantenha em compatibilidade com a saúde e bem-estar dos condôminos, prezando pelo conforto e proteção.

3- Verifique se o jardim composto por árvores e arbustos estão saudáveis

Se caso não estiver, solicite à prefeitura podas e devidos cuidados, para evitar problemas com a estética do condomínio e proliferação de doenças na vegetação e insetos no jardim.

4- É importante verificar se a placa está fixada sobre o alerta de temporais localizado nas áreas comuns.

A placa de conformidade NBR 5419/2015 precisa estar fixada nas áreas comuns do condomínio, com alerta: “Não circular pelas áreas externas do condomínio em casos de tempestade”, a fim de prezar pelo bem-estar e segurança dos condôminos.

5- Verificar sistema de iluminação de emergência

É necessário testar a iluminação de emergência, e fazer a revisão das lâmpadas e baterias. Caso não estejam com a vida útil adequada, é necessário providenciar a troca o quanto antes.

6- Revisão de quadro elétrico

A manutenção preventiva dos quadros elétricos é importante para a preservação da segurança dos condôminos e do patrimônio e eficiência energética.

7 – Verificar se o encanamento está programado para ação rápida

É necessário realizar essa verificação, para que em casos de acidentes nos apartamentos ou a necessidade de fechamento imediato não comprometa o encanamento de água dos demais moradores.

8- Verificar se houve limpeza na tubulação e esgoto

As caixas de esgoto no térreo e os drenos no jardim devem estar limpos e livres para a passagem de água da chuva, evitando infiltrações, entupimento e alagamentos nos primeiros andares dos apartamentos e na área comum do prédio.

9- Conferir as bombas de água do prédio

As bombas que fazem a drenagem de água do prédio precisam estar em pleno funcionamento para evitar que haja um alagamento interno, provocando diversos problemas na estrutura e ambientes.

10 – Verificar os para-raios do prédio

É importante ressaltar que os riscos de não ter para-raios ou não realizar a manutenção preventiva corretamente podem trazer muitos problemas para o condomínio, tais, como: queima de equipamentos, riscos de choques e acidentes fatais, danos a estrutura de edificação do prédio, e até a invalidação do seguro condominial.

Verifique e realize a manutenção preventiva para evitar que essas situações aconteçam.

11- Cuidados com a garagem

É imprescindível realizar a verificação e inspeção necessária da garagem, pois a falta desses procedimentos preventivos podem trazer infiltrações graves que podem provocar danos severos na estrutura do condomínio.

Em períodos de chuvas, é importante contar com a limpeza do ambiente, a impermeabilização e segurança da garagem, evitando acidentes e possíveis problemas na estrutura do prédio.

Após realizar todos os procedimentos preventivos para a temporada de chuvas no condomínio, você garante a segurança e conforto de todos os condôminos.

Fonte: Graiche.

Portal do Condomínio

Contato / Localização

Av. Nilo Peçanha, 50 • 19ª andar - Sala 1912 • CEP 20.020-100 • Centro •
Rio de Janeiro

(21) 2233-8998

(21) 96681-0289

© 2020 DUPLIQUE RIO. Todos os direitos reservados.